Fazenda Santo Antônio do Paiol Fazenda Santo Antônio do Paiol
Agradecemos o carinho e atenção com que fomos recebidos pelo Padre Antônio   e pelos freis Jerônimo, Geraldo, Gabriel e Cruz no Eremitério Frei Ave... Fazenda Santo Antônio do Paiol

Agradecemos o carinho e atenção com que fomos recebidos pelo Padre Antônio   e pelos freis Jerônimo, Geraldo, Gabriel e Cruz no Eremitério Frei Ave Maria (São Luis Orione).

Estivemos na fazenda Santo Antônio do Paiol e fizemos uma viagem inesquecível, mergulhando na história que faz parte da nossa cidade.

A beleza que a fazenda possui é indiscutível e podemos ver o carinho e dedicação com que cada parte é cuidada, os detalhes compõem um belo visual.
Voltamos no tempo quando entramos no interior da sede da fazenda, primeiro tivemos a oportunidade de ver o artesanato local como: cerâmicas, objetos religiosos, belíssimas velas, pomada de própolis, xarope e doces que nos levam de encontro a tudo o que temos de referência do interior, da simplicidade e do acolhimento. Encontramos ali tudo como era antigamente com todos móveis e peças originais, uma das coisas que mais nos impressionou foi a biblioteca que mantém livros muito antigos, anotações dos escravos, vendas de café e jornais da época. Vimos vários quadros um em especial do Visconde de Pimentel, e outros como a espanhola, gravuras antigas, fotografias e também retratos pintados, outros feitos com grafite e também de paisagens e personagens religiosos. Entre eles ainda estão Ana Carolina mãe do Marcos Esteves, Manoel Esteves irmão de Ana Carolina, o Comendador Antônio Esteves fundador da estrada de ferro entre outros, cada sala e quarto guarda a sua história. Observamos também um acervo de peças, talheres e pratos de porcelana pintados à mão por Ana Carolina a mãe de Marcos Esteves, cada detalhe nos colocava de frente com o um passado tão distante, mas ao mesmo tempo tão perto e vivo. Um dos esportes da época era a caça e vimos alguns pássaros empalhados expostos em quadros. Tivemos a oportunidade de ir à farmácia que ainda mantém os preparos e medicamentos que eram dados aos escravos e também usados pelos donos da fazenda, é um verdadeiro laboratório um espaço muito interessante, também vimos correntes, armas, o sino que tocou para anunciar a “Lei Áurea” da abolição do cativeiro no Brasil a 13 de maio de 1888 e muito outros objetos. Vale a pena conferir essa história pessoalmente não perca tempo.

Fazenda Santo Antônio do Paiol e Eremitério Frei Ave Maria (São Luis Orione)
RJ 145 (Barra do Piraí – Valença) nº 25.532 Caixa Postal 87 495
Bairro – Esteves CEP: 27.600-970 – Valença – RJ
Tel.: (24) 2458-4720
e-mail: fazendaesteves@yahoo.com.br


VENDA DE PLANTAS ORNAMENTAIS PLANTADAS NA FAZENDA.

Missa todos os domingos às 10:00 da manhã.
Se você quer fazer um tour por essa história prepare seu grupo e venha!

Todas as visitas à Fazenda serão agendadas por telefone ou e-mail.
Para saber sobre tarifário CLIQUE AQUI!
A fazenda disponibiliza também hospedagem para grupos que querem descansar e para retiros.

  • Blog do Franklin

    maio 22, 2012 #1 Author

    Vou agendar uma visita o quanto antes. Valeu pela dica !
    Vou recomendar aos meus amigos !

    Responder

    • Portal Valença RJ

      maio 22, 2012 #2 Author

      Olá Franklin! Que bom que gostou. Tenho certeza de que não vai se arrepender. O lugar é lindo de mais e muito bem cuidado. Abraço e volte sempre!!!!!

      Responder

  • freijeronimo

    maio 22, 2012 #3 Author

    Caro Jean e Daniele, obrigado por divulgar a nossa fazenda, ela faz parte da nossa história e é um patrimônio do povo valenciano, fica com Deus.

    Responder

  • freijeronimo

    maio 22, 2012 #4 Author

    AS fotos ficaram lindas…esqueceu de fazer propaganda da venda de plantas ornamentais, plantadas na fazenda.

    Responder

    • Portal Valença RJ

      maio 22, 2012 #5 Author

      Olá Frei Jerônimo! Nós que agradecemos por nos acolher. Sempre que precisar estaremos de prontidão. Forte abraço!!!!

      Responder

  • rosana mariana francisco joaquim

    nov 2, 2012 #6 Author

    FIQUEI APAIXONADA PELA RIQUEZA DA NOSSA CULTURA E FICO MUITO TRISTE DAS NOSSAS CRIANÇAS NÃO TER ASSESSO A TUDO ISTO .

    Responder

  • Alessandra Cabral

    jan 21, 2013 #7 Author

    Estive na fazenda com minha família. Fomos muito bem recebidos. O fato de não exigirem número mínimo de pessoas por grupo nos deu a oportunidade de conhecermos a fazenda.
    O acesso a fazenda é muito fácil para quem não conhece a região.
    Fiquei admirada com o esforço da Congregação para manter a fazenda e seus utensílios (é triste ver que o IPHAN não investe no local). Padre Antonio nos deu uma aula não apenas de história, mas também de amor à nossa História. E ainda fomos surpreendidos com um delicioso café ao final. E ainda trouxe de lá uma deliciosa goiabada cascão para a família. Super recomendo o passeio.

    Responder

  • Eduardo Soares

    jan 31, 2013 #8 Author

    Se Deus quiser visitarei em breve!

    Responder

  • André Frank

    fev 14, 2013 #9 Author

    De fato, uma incrível viagem no tempo! Agradecemos a acolhida do Irmão Jerônimo que tão gentilmente nos guiou na visitação. Que Deus os abençoe!

    Responder

  • Luiz Roberto Amaro

    mar 19, 2013 #10 Author

    Boa Tarde
    Qd vi as fotos dessa fazenda lembrei a época que eu era uma criança, conheci a esposa de Marcos Esteves, D. Francisquinha que era uma amor
    de pessoa. Meu pai alugava essa fazenda pra minha familia tds as ferias
    ficava ai de Dezembro ate Março isso aonteceu entre os anos 1969 e 1973. Tinha um padre chamado Jose Francisco ele tomava conta da fazenda, ai aprendi amar a vida no campo. Tinha uma senhora chamada D. Sebastiana ela fazia um feijão no forno a lembha que era uma maravilha. Vou tentar voltar ver com a minha filha e minha esposa o que eu chamava cantinho perto do céu. Abraços a tds ai

    Responder

    • Tea Fontes

      abr 7, 2013 #11 Author

      Fiquei muito emocionada em ler seu comentario, D Sebastiana é minha sogra,realmente ,conheci os antigos proprietarios,inclusive o irmão dela mora na casa na entrada da fazenda.

      Responder

  • cristina reis

    ago 25, 2013 #12 Author

    Fotos e ambientes lindíssimos realmente!!!!!
    Bela conservação e preservação de nossa história!!!!!

    Responder

  • Shirley Bragança

    set 8, 2014 #13 Author

    Boa tarde!
    Seria possível fazer uma visita no dia 24 desse mês?
    Estarei em Valença e gostaria de rever a Fazenda que conheci no tempo em que aí vivia a doadora Dona Francisca.
    Ficarei muito feliz!
    Muito obrigada!
    Shirley

    Responder

  • Rosilene Wargas Vieira

    nov 4, 2014 #14 Author

    Boa tarde!!!! Gostaria de saber se é possível agendar um dia de fim de ano para levar um grupo. Passar o dia ! Quanto fica? Por favor aguardo resposta. Desde já agradeço.

    Responder

  • Gostaria de saber se a fazenda estará aberta para visitação nos dias 05 a 09 de janeiro. É que sou de Afonso Arinos. Nasci em Três Rios, mas fui criada em Afonso Arinos e hoje, casada, moro com meu esposo em Macaé – RJ. Marcamos uma visita a Valença nestes dias. Ficaremos no Hotel Palmeira Imperial e queria saber se seria possível fazermos essa visita. Meu marido e eu somos professores de História, colecionadores de antiguidades e amamos tudo que é antigo e que conta a história do nosso país. Gostaria de receber uma resposta pelo meu e-mail. Att. Itália Maria

    Responder

    • portal

      dez 30, 2014 #17 Author

      Por favor pode ligar para o numero (24) 2458-4720.

      Responder

  • Eneida

    abr 17, 2015 #18 Author

    b tarde
    gostaria de saber se qual o horário para visitação ?

    obgada.

    Responder

  • Maria Elena M Campos

    set 23, 2015 #20 Author

    Estarei indo à Barra do Piraí no dia 19 de dezembro e gostaria de levar meu grupo para conhecer a Fazenda.
    Gostaria de saber valores e horário para visitação e o quê é apresentado aos visitantes. Nosso grupo em sua maioria é da 3ª Idade.

    Att
    Maria Elena M Campos.

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *