L- Carnitina L- Carnitina
Substância natural, produzida pelo fígado e rins e armazenada nos músculos. Ela auxilia nosso corpo a transformar gordura em energia. Encontrada na proteína animal... L- Carnitina

Substância natural, produzida pelo fígado e rins e armazenada nos músculos. Ela auxilia nosso corpo a transformar gordura em energia. Encontrada na proteína animal e em forma de suplemento, é muito utilizada por praticantes de atividades físicas que desejam emagrecer e melhorar a performance física. Ela também tem efeitos positivos na prevenção de doenças cardíacas, hipercolesterolemia (colesterol alto), fadiga crônica, obesidade, diabetes e infertilidade. A utilização da L-carnitina também seria responsável por melhora do quadro imunológico.

Fontes naturais de L-carnitina: carne de carneiro, leites e derivados, algumas espécies de peixes e vegetais como aspargo, por exemplo.

No entanto, para praticantes de atividade física que busquem perda de peso e mais energia na realização do exercício, a melhor forma de consumo é através da suplementação que pode ser encontrada na forma líquida ou em cápsulas. A quantidade a ser ingerida vai variar de 500 mg a 2000 mg de acordo com o tipo de treinamento, objetivo, alimentação e individualidade biológica. Por isso, é indispensável consultar um Nutricionista antes de começar a utilizá-la.

Benefícios da utilização da L-Carnitina para praticantes de atividade física:

· Energia – devido a utilização da gordura como fonte;

· Resistência Cardiovascular – queimando gordura para esforços de longa duração;

· Antioxidante – combate radicais livres liberados durante o exercício físico;

· Ossos mais fortes – inibe perda de massa óssea;

· Recuperação – reduz estresse bioquímico após o exercício;

· Apetite – influencia positivamente da redução do mesmo.

Pode ser consumida em jejum, antes das refeições ou antes da prática de exercícios. O momento correto vai depender da sua rotina, tipo de exercício físico e objetivo com a utilização. Por isso, mais uma vez, é indispensável à visita ao seu Nutricionista.

Vale ressaltar: você deve evitar o consumo da L-Carnitina se for um paciente epilético, hipertenso, portador de insuficiência renal, gestante/lactante e, também, se tiver com quadro de diarreia, vômitos e náuseas. Se consumida de forma errada ou em excesso pode ocasionar hiper-hidrose (aumento da produção de suor), distúrbios intestinais (diarreia) e taquicardia (aumento do ritmo cardíaco).

Tatiane da Silva Ramos

Especialista em Nutrição Clínica